Discos lançados em julho de 2018 que você deveria ouvir

Compartilhe o MB!

1. Garbo – jovens inseguros vivendo no futuro

Gabriel Soares, através da persona Garbo, faz sua estreia com o disco jovens inseguros vivendo no futuro. O registro produzido pelo próprio artista, aborda as relações e as desilusões amorosas, assim também como as pressões sofridas por esses indivíduos na sociedade. Com 11 faixas, o músico paulista consegue retratar com êxito as paranoias e inseguranças que costumam surgir quando se é mais novo. O disco é acompanhado por melodias melancólicas, recheadas de sintetizadores, samples e beats.

Gênero: Chillout, Synthpop
Se você curte: Jaloo, Geo, DUDA BEAT
Melhor faixa: o meu lugar

2. Julia Branco – Soltar Os Cavalos

A atriz, cantora, compositora e integrante do grupo Todos Os Caetanos do Mundo, Julia Branco, apresenta seu disco de estreia, intitulado Soltar Os Cavalos. O registro que contou com Chico Neves na produção, ganhou um reforço em seu conceito, ao trazer uma série de vídeos com a artista interpretando algumas das canções presentes no disco. Com uma sonoridade que remete à MPB e o jazz moderno e alguns elementos da música experimental, o álbum coloca o universo feminino em evidência de forma poética e minimalista.

Gênero: MPB, Indie Pop
Se você curte: Ava Rocha, Luiza Brina, Letrux
Melhor faixa: Eu Sou Mulher

3. Carne Doce – Tônus

A banda goiana Carne Doceretorna depois do aclamado Princesa, (eleito o 5° melhor disco de 2016, pelo MultimodoBR), com um novo material. Em Tônus, o grupo se mostra mais maduro, trazendo arranjos mais robustos e bem construídos, com bases de baixo em evidência. Além disso, no terceiro disco, as composições acompanhadas pela voz grave incomum e vulnerável de Salma Jô, transportam a obra para uma atmosfera obscura e melancólica, abordando temas desta vez não somente femininos, de forma sensual, mas também sutil e abstrata.

Gênero: Rock
Se você curte: Baleia, Boogarins, Ventre
Melhor faixa: Nova Nova

4. João Capdeville – João Capdeville

Com produção de Patrick Lapan, o disco homônimo e de estreia de João Capdeville, traz canções com uma abordagem diferente dos trabalhos lançadas anteriormente. Com um acabamento mais maduro, as 10 faixas autorais que compõem o disco, são carregadas em sua maioria por diversos tons de melancolia. Em sua sonoridade, vale destacar as referências de ritmos latinos e o samba, gêneros que foram absorvidos durante as viagens de Capdeville, e que, consequentemente, influenciaram no trabalho final.

Gênero: MPB, Música Latina
Se você curte: Gui Amabis, Giovani Cidreira, Leo Cavalcanti
Melhor faixa: El Alma

Leia Também:  A tensão e a sutileza de "Tônus", novo disco da Carne Doce

5. Bixiga 70 – Quebra Cabeça

Bixiga 70, pode ser considerada uma das bandas mais criativas no cenário da música instrumental nacional. Em seu quarto álbum, o super-grupo traz uma fusão de ritmos que passam pelo jazz, além de elementos da música africana, latina e brasileira, flertando também com a psicodelia, além de apresentar arranjos trabalhados de forma sofisticada e harmoniosa. Com 11 faixas, Quebra Cabeça é uma  obra que reflete a experiência do grupo, e como os lugares em que os integrantes passaram, influenciaram na construção de um disco multicultural.

Gênero: Afrobeat, Instrumental
Se você curte: Mundo Livre S/A, Fino Coletivo, Mombojó
Melhor faixa: Ilha Vizinha

6. Mundo Livre S/A – A Dança dos Não-Famosos

danca-dos-nao-famosos.jpgDepois de sete anos de hiato, a banda recifense Mundo Livre S/A, retorna com material inédito. Em seu oitavo disco intitulado A Dança dos Não Famosos, o grupo traz uma sonoridade mais agressiva e experimental do que de trabalhos anteriores, porém mantendo o tom ácido e crítico das composições, ao falar de diversos temas como o existencialismo, religião, ética e até questões políticas. Com 12 faixas, o disco passeia pelo universo pós-punk, porém mantendo as influências do mangue beat, movimento em que a banda tem grande importância.

Gênero: Experimental, Mangue beat
Se você curte: Cidadão Instigado, Nação Zumbi, Curumin
Melhor faixa: Eletrochoque de Gestão

7. Bruno Bruni – Broovin

André Bruni, nome conhecido na cena independente por ter sido integrantes de diversas bandas, faz sua estreia, sobre o pseudônimo Bruno Bruni, com o álbum intitulado Broovin. Ligeiramente curto, o registro com oito faixas, traz uma sonoridade colorida e dançante, que apesar de acessíveis, são totalmente recortadas e improváveis. Com composições humoradas e despretensiosas, Bruni, demonstra também uma excentricidade interessante ao misturar diversas referências que, pelas próprias palavras do músico, vão de Gilberto Gil a Mario Kart 64.

Gênero: Synthpop, Jazz
Se você curte: Garotas Suecas, Mel Azul, Séculos Apaixonados
Melhor faixa: Uh Ah Oh

8. La Leuca – Dente de Leite

Formada por quatro mulheres, o grupo catarinense La Leuca, faz sua estreia com o EP Dente de Leite. Com 4 faixas, o registro traz canções nostálgicas, que em sua maioria remetem a infância e a rotina do cotidiano. Com uma sonoride fortemente influenciada pelo dream pop, é possível observar também referências da psicodelia e do experimentalismo, resultando em arranjos minimalistas e lisérgicos. Em um registro ligeiramente curto, Dente de Leite se mostra um belo cartão de visita para que o público conheça melhor o trabalho da banda.

Gênero: Dream Pop, Progressivo
Se você curte: Cora, Catavento, BIKE
Melhor faixa: Salina Saliva

9. Boleirinho – Bolerinho

Com letras que abordam o universo feminino, em questões de sexualidade, maternidade, feminismo e identidade de gênero, o grupo estreia com disco homônimo que flerta em sua sonoridade com o experimentalismo, com elementos da música eletrônica e do rock progressivo fundidos com diversas referências da música popular brasileira, principalmente de vanguarda paulista. Com 10 faixas, o trio formado pelas irmãs Maria e Marina Beraldo e Luisa Toller, traz um registro que se mostra simples porém complexo.

Gênero: Experimental
Se você curte: Maria Beraldo, Ava Rocha, Iara Rennó
Melhor faixa: Sônia

 

Deixe seu comentário!

Compartilhe o MB!

shares
Inline
Inline