Descubra: Vicente

Compartilhe o MB!

Vicente, cantor e compositor brasiliense, sempre gostou de cantarolar os versos de canções famosas quando pequeno e sonhava estar no palco em programas de calouros. Começou a trilhar seu caminho através do teatro musical, até que em 2016, depois de participar do reality show X Factor Brasil, o artista começou seu projeto de carreira solo.

Trazendo um pop moderno, com influências do R&B contemporâneo e carregado por uma clima de sensualidade, Vicente lança seu EP de estreia intitulado Era Pra Ser, que chega junto com o videoclipe de Metanfetamina, uma das 5 faixas do trabalho.  Com produção musical de Ecologyk, o EP que foi gravado em apenas quatro dias, tem canções autorais e composições do artista LAN, de São Paulo.

5 PERGUNTAS PARA “VICENTE”

1. Como você se apresentaria para alguém que nunca ouviu suas canções?

Oi, me chamo Vicente e eu faço músicas para gozar… de emoção! (risos).

2. Qual a sua visão em relação a originalidade na música pop? Você se considera um artista original?

Hoje, o artista pop tem se encaixado num modelo que faz sucesso para angariar cada vez mais likes e views. E de uma certa maneira, isso acaba deixando todo mundo igual e chato. Não digo que eu não sigo esse modelo, afinal vivemos num mundo de likes e views, mas eu busco sempre sair da caixinha. Minha referências vão de ARCA até ÀTTOOXXÁ. Então, se eu sou um artista original? Sou. Porque tudo que é novo, mesmo que tenha alguma referência, é original. Porque é meu e ninguém mais pode ser igual a mim.

Leia Também:  Descubra: Rodrigo Novo

3. Você fez parte das audições do reality X Factor Brasil. Como foi a repercussão da sua participação? O que mudou em você como artista de lá pra cá?

Todo mundo curtiu bastante minha participação. Lembro de me ver na televisão e na mesma hora o Twitter começar a bombar assim que eu cantava. Mas eu era muito imaturo. Em todos os aspectos. Não sabia direito o que eu queria, não sabia até onde eu poderia chegar, e como eu iria chegar em algum lugar. Foi um crescimento gigantesco. Foi depois do X Factor que eu lancei Porta Aberta e hoje tenho o prazer de trazer dois trabalhos incríveis, o EP Era Pra Ser e o clipe de Metanfetamina.

4. Quais foram suas principais influências para a construção do EP “Era Pra Ser”?

Músicas para fazer sexo (risos)! Eu costumo dizer que curto fazer música para as pessoas transarem. Então tive inspiração na Sevdaliza, Demi Lovato, Troye Sivan e por aí vai.

5. Como será a divulgação do EP “Era Pra Ser” daqui em diante?

Agora eu vou esperar para ver como que a galera vai reagir, e quais músicas vão curtir mais. Pra já soltar alguns trabalhos que estou preparando. Entre versões acústicas, making of, etc. Sem contar com alguns shows, por enquanto aqui na cidade de Brasília. Com muito trabalho e dedicação.
Deixe seu comentário!

Compartilhe o MB!

shares
Inline
Inline