Entrevista com Rashid: CRISE, o rap atual e parceria com RAPADURA

Compartilhe o MB!

Rashid encerra 2018, ano em que lançou CRISE, seu segundo álbum de estúdio, firmando o prestígio de ser considerado um dos rappers mais influentes do país. O rapper conquistou a marca de 1,3 milhão de ouvintes mensais no Spotify, e já ultrapassa 34 milhões de streams no serviço. Recentemente, lançou a canção Interior, em parceria com RAPadura Xique-Chico, compositor e produtor natural de Fortaleza. Com beats e produção de Skeeter, a composição ganhou colagens por DJ RM e o tema reflete sobre o interior, aquele do íntimo de cada um e ainda o mais amplo, aquele dos sertões e da vida longe dos grandes centros, experiência pessoal vivenciada por ambos no decorrer de suas histórias. A nova música vem acompanhada de videoclipe dirigido por Devasto Prod.

Em uma conversa com o MultimodoBR, Rashid faz um balanço de 2018, conta mais detalhes sobre sua parceria com RAPadura e os projetos futuros. Além disso, no final da entrevista, você confere fotos exclusivas das gravações do videoclipe.

Gosta de Rashid? O que achou do novo clipe? Não deixe de comentar e seguir o MultimodoBR no Facebook, Twitter e Instagram e fique em dia com os principais lançamentos da música nacional.

1. Este ano, você lançou o álbum CRISE, um dos 50 melhores discos aqui no MultimodoBR. Como você avalia o ciclo do álbum? O que você conquistou através deste trabalho?

Primeiro, fico bem feliz de estar entre os melhores do ano na opinião de vocês. Obrigado!

Leia Também:  5 discos lançados em janeiro de 2018 que você deveria ouvir

O ciclo desse álbum foi totalmente diferente dos meus trabalhos anteriores porque ele começou muito antes do disco ser oficialmente lançado, já que o CRISE foi sendo lançado durante o ano de 2017 e começo de 2018, com uma música por mês, mais os videoclipes. Isso atraiu muita gente pra conferir a estratégia e as músicas, que tinham como missão funcionarem bem sozinhas, como se todas fossem singles a serem trabalhados. Então, em termos de números, foi meu melhor trabalho. Artisticamente, acredito que algumas das minhas melhores músicas estão ali também, então o resultado foi incrível. Sem dúvida, o CRISE ajudou a solidificar meu nome no mercado brasileiro, além de me colocar entre os destaques junto com tanta gente nova e boa que têm aparecido.

2. Você sempre se preocupou com a parte audiovisual de seus trabalhos. Esse cuidado tem a ver com a importância que o Youtube tem hoje?

Claro! O YouTube se tornou uma das principais plataformas para o artista, embora muitas vezes o algoritmo pareça mais trabalhar em prol dos youtubers, criadores de conteúdo, pois é uma plataforma que necessita da presença constante da sua figura. Um músico, por exemplo, não pode lançar uma música por semana, mas a gente vai encontrando nossas formas de entender a plataforma e fazer com que ela nos entenda também. Pra mim e pra muita gente do Rap, tem funcionado muito bem. O audiovisual ajuda a comunicar muita coisa… Ajuda a definir melhor o recado da música através das imagens, além de colocar a cara do artista “na rua”.

Leia Também:  Entrevista com Tuyo: identificação do público, turnê e novo disco

3. Como você vê a cena atual do rap no Brasil?

Estamos numa subida incrível. Números de artistas pop, grandes shows, grandes artistas… E não parece que os talentos vão parar de surgir. O dinheiro está rodando melhor entre nós, o que ajuda a melhorar a estrutura de trabalho. Sempre é necessário manter os olhos bem abertos para manter nossa música relevante e nós, artistas, famintos por evolução. Mas o momento é de se admirar o crescimento e de se trabalhar para manter o gráfico nessa subida.

4. Recentemente você lançou o clipe da música “Interior”, com o RAPadura. Como surgiu essa parceria? E como foi a recepção do público?

A recepção tem sido ótima. O Rapadura é um grande artista e tem muito a acrescentar na cena. A parceria surgiu porque há anos nos encontramos pelos camarins e sempre comentamos: “tá faltando a gente fazer aquela, hein?!!” (risos). Bom, chegou o dia. Acho que a música correspondeu às nossas expectativas.

5. “Interior” aborda diversos temas importantíssimos. Pra você, qual é a importância da música, e do rap principalmente, em tempos tão nebulosos como os que vivemos atualmente?

O Rap ajuda a gente a propagar a informação, o conhecimento por aí. Muitas vezes temos que levar os problemas também, assim como nos preocupamos em levar a riqueza cultural. Então, quando a molecada ouve sobre algo que, provavelmente eles(as) considerariam chato vindo através de um telejornal, mas vindo da boca de pessoas com as quais eles(as) se identificam, a gente quebra um tabu e mantém uma corrente de diálogo entre as ruas.

Leia Também:  Rashid - Diário de Bordo EP

6. Quais são os planos e projetos para o ano que vem?

Eu pretendo ir pra mais algumas cidades lançar meu livro, Ideias Que Rimam Mais Que Palavras, fazer uns bate-papos e sessões de autógrafos desse trabalho que é bem especial pra nós, além dos shows, é claro. Tô trabalhando num disco novo, sem muitos detalhes por agora… mas tá ganhando uma forma muito boa.

Deixe seu comentário!

Compartilhe o MB!

shares
Inline
Inline